25.12.16

MAIS UMA TENTATIVA E ALGUMAS RESOLUÇÕES.

Vinte e cinco de dezembro de dois mil e dezesseis. 
Acho que eu posso oficialmente dizer que a época em que eu ainda me sentia "festiva" acabou. Talvez eu esteja (1) me tornando uma velha sem graça (2) me tornando velha e consequentemente adquirindo outras preocupações além de feriados. A verdade é que meu cérebro não sai mais de férias. Bom, mas apesar de tudo estamos em época de resoluções de ano novo, não é mesmo? Risos. 

Andei percebendo que o que mais sinto falta é de compartilhar momentos. Compartilhar momentos de fato. Cada um. Por mais insignificante que seja. Eu tinha uma hábito muito saudável de documentar minha vida em dois mil e treze/quatorze e por algum motivo esse hábito foi se esvaindo com o passar do tempo. 

Meta número um para dois mil e dezessete: voltar a documentar minha vida. 

Entrando na onda das retrospectivas e mais resoluções: dia desses estava conversando com o Adriano sobre anos lixos e chegamos a conclusão de que 2016/2 até que foi ok. No meio dessa conversa eu soltei um “Cafeína destrói personalidades, ou pelo menos destruiu a minha…que eu só fui reencontrar em 2016/2 por causa de Panic! At the Disco. Quem diria que Brendon Urie sem camisa usando calças de couro seria a solução dos meus problemas!”. Acho isso define bastante o que dois mil e dezesseis significou para mim na verdade. Brincadeiras a parte: ter parado de consumir café e ter voltado as minhas “origens musicais” foram provavelmente as melhores decisões que eu tomei esse ano. Sério. Eu posso dizer que me sinto “Sophia” pela primeira vez em muito tempo e é claro que isso é ótimo. 

1.9.16

EU, MAIS UM COMEBACK E UMA PLAYLIST.

Primeiro de setembro de dois mil e dezesseis. 
Hoje acordei com vontade de bloggar. E de cantar Green Day, é claro - para não perder a piada.

Acabei de chegar em casa. Um dos primeiros dias em que saio com amigos há um mês. Fui com a @vickcammie em uma lojinha muito amor aqui de Porto Alegre chamada Love It! É. Parece que o #veda acabou mesmo. E se eu contar para vocês que meu corpo está latejando para não postar vídeo hoje? Risos. 

Brincadeira. Eu preciso de um tempo para renovar as minhas capacidades de criação. Ok, não tanto tempo assim já que quem vós fala resolveu dar as caras para a blogosfera novamente

Bom, eu não sei muito bem o que eu pretendia com esse post. A real é que eu só queria a sensação de estar criando algo, sabe? Então me parece que enquanto não sai vídeo ( momento self promo: clique aqui para conhecer meu canal ), vai sair post haha. Acredito ser uma boa dinâmica. Ah, por sinal, eu estou devendo para vocês umas fotos que tirei da Carol há alguns meses atrás. Bom lembrete. Quem sabe no final de semana? Ok. Combinado. 

E antes que eu vá embora: uma playlist no spotify para começar o mês ( só clicar aqui ).

14.7.16

ASSISTIDOS RECENTEMENTE 004.


Tenho sentido tanta falta da blogosfera. Todo mundo parece ter migrado para o youtube - inclusive eu - e por mais que eu ame aquele lugar ainda sinto que aqui rola um conforto que a gente não encontra em nenhuma outra rede social. Bom, chega de desabafo. Hoje resolvi fazer mais um edição do querido “assistidos recentemente”. Espero que gostem do post 

* tem no netflix brasileiro ** tem no youtube

8.5.16

FILMES DIRIGIDOS POR MULHERES.


Então eu estava aqui bem bela organizando a lista de filmes para um post de assistidos recentemente quando  de repente percebi que quatro dos seis filmes assistidos haviam sido dirigidos por mulheres. Encantada com a realização, resolvi apagar os dois últimos da listinha e substituir por uma série que eu estou amando muito. Aqui temos uma listinha com apenas filmes dirigidos por mulheres, espero que gostem das minhas indicações super girl power 






5.5.16

RESENHA #GIRLBOSS + IT BY ALEXA CHUNG.

Em algum momento do ano passado - junho // julho se não me engano - ocorreu mais um daqueles “fenômenos Lena Dunham” no instagram. O sucessor de "Não sou uma dessas” // novo item de desejo de toda a população era um livro chamado #GIRLBOSS ( e adivinha de quem é a critica estampada na capa? Isso mesmo, da própria Lena! ) e eu, como a boa internet kid que sou, já fiquei querendo entender o hype por trás da obra. 


Conheci a Sophia - autora do livro - em 2012 quando resolvi comprar algumas coisinhas pela loja dela, a Nasty Gal. Até então eu nunca tinha dado muita bola para ela, mas esse ano perto do lançamento de uma coleção da loja com a Courtney Love descobri que ela também comandava um podcast chamado #GIRLBOSS Radio. Meu ritual de manhã era me arrumar ouvindo a Sophia entrevistar mulheres #Girlbosses que já haviam deixado a sua marca no mundo e assim cada vez mais minha curiosidade pelo livro  foi aumentando. Até que um dia um site que eu gosto muito - chamado Book Depository - lançou uma promoção maravilhosa e lá fui eu em mais um rancho literário.


Antes alguns aspectos técnicos: a minha edição é a em inglês publicada pela Penguin, mas pelo que pesquisei a Seoman também publica ele aqui no Brasil. O livro possui 241 páginas e tem uma diagramação bem tranquila de ler! Inclusive eu sou apaixonada pela entrada de cada capítulo  

Um resumo básico: para quem não sabe a Sophia é a CEO de uma loja virtual famosona chamada Nasty Gal. Dessas que vendem itens super festival de música // gente cool do tumblr, sabe? haha. A carreira da Sophia começou no e-bay vendendo roupas vintage e é sobre essa trajetória que ela vai nos contar ao longo do livro. Ele é uma mistura de dicas para a vida pessoal e profissional, mas com uma linguagem super fácil de compreender. A leitura flui facilmente! Se eu pudesse definir esse livro com apenas uma frase com certeza seria: uma carga imensa de inspiração. Sabe quando você termina de ler algo e sente vontade de dominar o mundo? Então! Sério, eu recomendo fortemente que todas vocês leiam esse livro. Leitura obrigatória para a vida. 


Ainda dentro desse meu rancho literário via Book Depository resolvi aproveitar e comprar o tão famoso livro da minha fashion icon oficial Alexa Chung, ItEu entrei em uma fase super 〜 Quero Ser Alex〜 agora em 2016 e lá fui eu cheia de expectativas comprar seu livrinho esperando algo super #GIRLBOSS. Resultado: até agora estou tentando me decidir o que sentir sobre ele, mas aqui vamos nós…

Esteticamente ele é o livro mais lindo que eu já vi. Isso que a minha versão nem é aquela da capa de tecido super minimalista que a galera  tem! As páginas são super grossinhas, diagramação maravilhosa e imagens em páginas foscas Quem publica lá fora também é a Penguin e, infelizmente, até onde eu sei // pesquisei o livro nunca ganhou uma versão em português.


Creio que meu erro foi ter comprado It esperando algo com um caráter autobiográfico mais sério, e na verdade ele é quase um livro de arte. Eu juro para vocês que o livro tem 192 páginas e pelo menos 50% são apenas com fotos // ilustrações. Uma mais linda do que a outra, pontos para a Alexa nesse quesito, mas sabe? haha. 

Eu gostei muito das páginas iniciais onde ela fala sobre suas referências, me senti super dentro da mente de Alexa Chung - que era exatamente o que eu queria. Ela vai de Anna Karina até Wednesday Addams, o que se a gente parar para pensar tem a carinha dela mesmo. Depois de um tempo o livro começa a se perder. São parágrafos aleatórios seguidos de mais parágrafos aleatórios nível “como sair de um taxi”. 

O livro tem o jeitinho dela: cool e despojado. Bem estilo diário mesmo! Nunca pensei que usaria esses adjetivos em uma resenha literária, mas tudo bem. Acho que o meu conselho final seria: compre se você for muito muito fã da Alexa e tenha em mente que é um livro de mesa de centro da sala, sabe? Eu garanto que se eu estivesse na casa de alguém eu ia amar folhear pelas páginas dele! Juro. 


E vocês? Já leram algum desses dois? O que estão lendo no momento?
Me contem nos comentários!
Beijinhos beijinhos,

Sophia.

15.4.16

SÃO PAULO EM 48H.


No finalzinho de março, eu e mamis fugimos para SP por alguns dias. Na verdade o propósito da nossa visita era conhecer a exposição do Tim Burton - que continua acontecendo no MIS até dia quinze de maio - mas acabou sendo um tour artístico por São Paulo em 48h. 

26.2.16

JÚLIA.








Estou com essas fotos guardadas há tempos! A modelo é minha amiga lindíssima Júlia e as fotos foram tiradas com uma Rebel T3i utilizando uma lente 50mm f/1.8 ! ! Editei no Lightroom e os "efeitinhos" foram feitos no GIMP

Para acompanhar minhas fotografias é só me seguir no Flickr ou no meu ( novo ) instagram dedicado só para isso @sophialautertph.

Beijinhos beijinhos.

25.2.16

ASSISTIDOS RECENTEMENTE 003.


O título desse post é uma mentira. Risos. Percebi que eu não postava sobre filmes aqui no blog desde setembro ( ! ! ! ). Naquela época eu tinha acabado de terminar de assistir toda a filmografia do Xavier Dolan (♡) e estava entrando em uma fase "filmes franceses com o Louis Garrel". Agora estou de férias e confesso que fiquei um pouco distante do cinema nesses últimos dois meses, mas como estamos na época "maratona oscar" os filmes aos poucos voltaram a fazer parte da minha vida. Então 〜 here we go  porque esse post vai ser enorme!

* tem no netflix brasileiro!  ** tem no netflix americano!
〜 Her // Inside Out 
〜 Brooklyn // Joy 〜 
〜 Paris-Manhattan* // Jealousy** 

Bom, esses foram alguns dos filmes // documentários ( no caso somento o do Giger hihi ). Alguém já assistiu algum deles? Estou aceitando recomendações nos comentários!! Ahh, e quem quiser me seguir no Filmow para acompanhar mais de perto o que eu ando assistindo é só clicar aqui.

Beijinhos beijinhos.

P.S: ando bem ativa no youtube, então recomendo dar uma passadinha por lá hihi é só clicar aqui ! ! 

2.2.16

EU E MINHA PAIXÃO PELA LUSH: UMA RESENHA.

( todos os desenhos bonitinhos são do Adrigaga! Menos os rabiscos esquisitos de sophia haha )

Em outubro visitei São Paulo para comemorar meu aniversário e a Lush estava entre os itens da minha listinha de paradas obrigatórias. Comprei algumas coisinhas e um shampoo em especial acabou virando meu item de beleza favorito de todos os tempos ( mais detalhes ao decorrer do post ). Aí eu pensei em fazer uma resenha, mas fiquei com preguiça - risos - até que fui reestocar meu shampoo dos sonhos pela internet e hoje a encomenda chegou. Abri muito feliz e morri 45x ao descobrir que junto eles haviam colocado amostrinhas ( ou amostronas ) de outros produtos. Após correr pela casa inteira mostrando as coisas cheirosas para o meu irmão, me recompus e pensei: é hoje que sai essa resenha. Bom, lá vamos nós.



O primeiro produto sobre o qual eu quero falar é a queridinha da internet Mask of Magnaminty. Essa máscara estava na minha lista de desejos há um tempão e finalmente pude comprar ela em São Paulo. Enfim, aqui vou eu tentar ser beauty guru por um dia, por favor cooperem comigo. 

O cheirinho dela é a melhor coisa do universo! Uma mistura de menta com hortelã que me agrada muito e que deixa uma sensação muito refrescante no rosto. A durabilidade foi cerca de 3 meses tentando usar uma vez por semana ( ou três durante as férias durante minhas semanas de spa day haha ). Eu sinto algo mágico em relação a máscaras faciais, então nunca sei se elas realmente fazem efeito ou se eu só gosto muito do ritual “por uma máscara no rosto e mofar por 20 minutos”. Posso dizer que senti minha pele muito macia pós uso, o que é ótimo! Sobre ajudar contra espinhas etc eu não notei muitas mudanças drásticas, mas alguns cravinhos de fato saiam mesmo pós o uso. No fim todo mundo merece colocar uma máscara verde no rosto pelo menos uma vez na vida. 4,5 / 5 



Gente !!! Shampoo sólido !! Eu e mamis morremos ao encontrar isso. Resolvi testar o Honey I Washed My Hair e adorei. Ele tem um cheirinho bem docinho de algo que não sei descrever ( sei que tem mel nos ingredientes ) mas confiem em mim: é ótimo e gruda no cabelo <3 Após o uso senti que meu cabelo - além de muito cheiroso - ficou com mais volume!! A única parte ruim é que ele se destrói com muita facilidade, mas apesar disso rendeu bastante por aqui! 4,5 / 5



Finalmente chegamos ao motivo da existência desse post. Se Lady Gaga fosse um shampoo esse seria ela. Comprei o Rehab sem nunca ter ouvido falar ( inclusive acho que na verdade mamis comprou para ela e eu roubei depois ) e virou o meu shampoo favorito de todos os tempos. Desde que comecei a usar meu cabelo mudou. Ele está mais hidratado, brilhoso, sedoso, cheiroso e todos os “osos” que um cabelo deseja ser. Gente. Um shampoo que dura três meses lavando um cabelo longo dia sim dia não merece um lugar no banheiro de todo mundo. Não sei vocês, mas aqui em casa um shampoo normal costuma durar 1 mês. Sem contar que no primeiro dia em que usei ele o cheiro chegava até na cozinha! Amei forte. Rende e faz o que promete. Recomendo e usarei para toda a vida. 5 / 5 com estrelinha e glitter. 

15.1.16

2 0 1 5 EM 5 MINUTOS | 5 PROJECT


Com apenas dez dias de atraso, aqui estou eu com o post de "dezembro" do 5 project. Muitos risos. A nossa ideia era fazer uma retrospectiva do ano em forma de vídeo e confesso que eu protelei propositalmente para fazer esse post. Parte de mim estava "socorro ainda não estou preparada para 2016" e outra parte estava "oba, 2016! não quero voltar para 2015 obrigada de nada". Risos.

Então eu finalmente decidi encarar os fatos e tam tam aqui está o resultado! Espero que vocês gostem.


E esse foi o "último" post no 5 project. Eu e as meninas decidimos que o projeto precisava de um hiatus, mas quem sabe volte futuramente! Foi ótimo participar disso tudo com essas meninas tão maravilhosas 

Beijinhos beijinhos
E até o próximo post!

Links para o post das outras meninas:

14.1.16

CASAPUEBLO.






                                          



Tirei essas fotos quando visitei a Casapueblo com minha prima ( modelo maravilhosa das fotos haha ) e uma amiga no Uruguai! A câmera utilizada foi uma Rebel T3i com uma lente 50mm f/ 1.8 e as fotos quadradas foram tiradas com o celular mesmo. 

Tem mais no ig @sophialautert 
e no Flickr!